Publicações do Instituto Nutrição Comportamental

Por acreditar e defender que nutricionistas precisam se aprofundar no tema e melhorar a sua atuação, em 2014 as idealizadoras Marle Alvarenga, Cynthia Antonaccio, Samantha Macedo, Manoela Figueiredo e Fernanda Timerman apresentaram, cunharam e definiram a abordagem Nutrição Comportamental. Suas bases científicas foram publicadas pela primeira vez em 2015, no livro de mesmo nome, e atualizadas e ampliadas em uma segunda edição lançada em 2019.

Em 2020, com o objetivo oferecer aos nutricionistas estratégias, alternativas, possibilidades de respostas e ações para serem colocadas em prática com seus pacientes, foi publicado um deck de cartas com 35 estratégias para lidar com situações desafiadoras em atendimento clínico.

E como a ciência é progressiva e mutante, em 2022, foi lançado uma segunda publicação inédita Nutrição Comportamental: Ciência, Prática Clínica e Comunicação, justamente para atender a demanda de ampliar os temas, discussões e possibilidades acerca da abordagem Nutrição Comportamental. 

2014

 

As idealizadoras cunham a abordagem "Nutrição Comportamental" e iniciam o movimento que originou o Instituto Nutrição Comportamental.

2015

A primeira edição do livro "Nutrição Comportamental" é lançada pela Editora Manole e quebra recordes de vendas.

2019

Com importantes ampliações e atualizações, é lançada a segunda edição do livro "Nutrição Comportamental" pela Editora Manole, que até hoje se mantém como bestseller absoluto das publicações da área.

2020

Pensando no cotidiano dos nutricionistas, as idealizadoras organizaram um deck de cartas com 35 estratégias para lidar com situações desafiadoras em atendimento clínico, baseadas no aconselhamento nutricional, entrevista motivacional, comer intuitivo, comer com atenção plena e terapia cognitivo-comportamental.

2022

Com as demandas naturais de extrapolação do conhecimento já publicado, surge uma publicação complementar para ampliar a compreensão das possibilidades da abordagem Nutrição Comportamental na prática clínica e na comunicação, e compreendê-la sempre alinhada à ciência.

Adquira as publicações do instituto nutrição comportamental