Comer e nutrir, em busca de novos significados. Para os antropólogos, comer é uma atividade humana fundamental, seja pela necessidade e frequência cotidiana, seja porque o ato de comer pode representar o modo pelo qual uma sociedade pensa e expressa sua relação com o mundo. Isso significa dizer que comemos porque precisamos sobreviver, física e simbolicamente. 

Mas sabemos também que as pessoas não comem qualquer coisa: comem aquilo que aprenderam a conhecer, aquilo que faz sentido em suas vidas e que definem seus rituais alimentares. 

As escolhas em relação à comida estão vinculadas à representações alimentares pré-existentes, relacionadas ao grupo cultural de origem, aos aprendizados familiares, a novos desejos e anseios, a fases da vida (biológica ou social), a medos e fobias, tabus e pré-conceitos. 

Ao comer segundo uma forma socialmente definida, interiorizamos valores de um grupo e expressamos visões de mundo e conflitos. Mostramos que somos sujeitos, que interpretamos o mundo e negociamos com ele.

Comer e nutrir: Teoria e prática do comer

Seres humanos simbolizam o mundo. Isso significa dizer que olhamos o mundo e atribuímos significado às coisas que nos rodeiam. Por isso mesmo diferenciamos:

  • O que pode ser comestível do que consideramos ser comestível
  • O que deve ser comido daquilo que queremos comer
  • O que é correto comer daquilo que precisamos comer simbolicamente
  • O que vem de fora do sistema alimentar daquilo que está afetivamente dentro
  • O pensamento teórico sobre a comida das sensações do ato de comer
  • O prescrito por médicos, nutricionistas e influencers do não dito pela vergonha ou pelo medo.

Diferenciamos a teoria sobre a comida – as regras, o que aprendemos que “deve ser feito”, daquilo que fazemos de verdade. 

Por isso a importância de entender e relacionar a alimentação a um sistema maior chamado vida real. Nesse sentido, falar de comida não é só falar de alimentos, ingredientes, combinações, substituições, receitas e comportamentos frente ao que se come. Falar de comida é compreender e discutir descompassos, desencontros históricos, econômicos, culturais. 

É preciso estar atento ao zeitgeist, o espírito do tempo, para que a relação entre sistemas alimentares e seres humanos possa, de fato, fazer sentido.

No mundo em que vivemos, a comida (e a pessoa que come) devem ser pensadas a partir da relação com angústias contemporâneas, tais como:

  • Individualismo
  • Hiperconectividade
  • Aceleração do tempo
  • Envelhecimento populacional
  • Excesso de informação
  • Gênero
  • Crescimento das cidades
  • Novas formas de trabalho
  • Individualismo

A essas questões acrescenta-se outra camada, que chamamos de questões estruturais mas que também ajudam a delinear as identidades humanas: grau de escolaridade, formas familiares, região, política, desigualdade, renda, religião e visão de futuro. 

Para falar sobre comida precisamos entender processos mais amplos, que não são necessariamente alimentares. Estamos falando de estar sempre atento para:

  • Angústias econômicas e socioculturais
  • Mudanças e transformações (pessoais, culturais e históricas)
  • Decisões humanas e não humanas 
  • Problemas do meio ambiente (naturais ou culturais)
  • Diferenças na percepção de sabores e na aquisição de técnicas
  • Diferenças nos repertórios alimentares
  • Diferenças nos significados atribuídos à comida e ao ato de comer
  • Diferenças nos significados de nutrir e comer.

Precisamos conhecer, entender e dialogar com as diferenças. 

Diferenças não são superficiais, não são dados frios e distantes. 

Diferenças dizem respeito às maneiras pelas quais seres humanos vivem seus dilemas existenciais, sejam eles relacionados ao corpo, à mente, ao espírito. 

Para falar sobre alimentação com alguém deveríamos saber primeiro o quê e como essa pessoa pensa.

O que considera bom ou ruim? 

Que experiência alimentar ela traz? 

Que tabus, medos e receios habitam seu universo? 

O que a comida significa no seu mundo? 

Quais os significados do corpo dentro do seu grupo? 

Nutrição, saúde e bem estar, que querem dizer para pessoas diferentes?

Só assim acessaremos verdadeiramente o mundo do outro, deixando que nossa experiência alimentar seja apenas uma, mais uma entre tantas outras possíveis.  

Para entrar na lógica alheia é preciso antes despir-se da nossa, reconhecer a ignorância, aceitar o inaceitável, acolher o imponderável.

Especial por:

*Paula Pinto e Silva, mestre e doutora em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo – USP. Professora de Antropologia na ESPM – SP (MBA em Ciências do Consumo), professora convidada da Casa do Saber e da Escola N. 

Especializada no tema Antropologia e Alimentação, é autora de Farinha, feijão e carne seca. Um tripé culinário no Brasil colonial (Senac, 2005), organizadora do livro Arte de Cozinha de Domingos Rodrigues (Senac, 2008) e diversos artigos sobre o assunto, publicados em jornais e revistas de grande circulação, tais como:

https://temas.folha.uol.com.br/fartura/mulheres-na-cozinha/lugar-de-mulher-e-na-cozinha-profissional-diz-antropologa.shtml

https://claudia.abril.com.br/saude/comida-nao-bula-antropologa-paula-pinto/

https://revista451.com.br/conteudos/visualizar/Somos-todos-caipiras

 

É membro fundadora do C5 – Centro de Cultura Culinária Câmara Cascudo, entidade sem fins lucrativos que tem como principal objetivo pesquisar e difundir a culinária brasileira, a partir de um olhar renovador e criativo. Desde os anos 2000 dedica-se à pesquisa sobre a relação entre Antropologia e Consumo, tanto do ponto de vista teórico como do ponto de vista aplicado.

 

.

Leave a Reply

Demo Slot Gate of Olympus Slot Demo Daftar Server kamboja Daftar Server thailand Daftar Server myanmar Daftar Server vietnam Daftar Server malaysia Daftar Server filipina Daftar Server jepang Daftar Server singapore Daftar Server spain Daftar Situs taiwan Daftar Situs thailand Daftar Situs malaysia Daftar Situs jepang Daftar Situs swiss Daftar Situs vietnam Daftar Situs singapore Daftar Situs peru Daftar Situs china Daftar Situs hongkong Daftar Server Luar Daftar Server Thailand Sbobet88 Daftar Server thailand Daftar Server jepang Daftar Server myanmar Daftar Server Thailand Mega Roulette Pragmatic Daftar Server Kamboja Daftar Server Malaysia Akun Pro Myanmar Akun Pro Jepang Akun Pro Rusia Situs Luar Negeri

Slot Server Luar Bocoran Slot Gacor Judi Bola Akun Pro Taiwan Situs Slot Dana Live Casino Indonesia Slot Server Thailand Kamboja Pay4d Situs Slot Gacor RTP Live Slot Akun Pro Kamboja akun pro kamboja Live Casino Online Bocoran Slot Gacor Akun WSO Slot