Esse é o tema do nosso congresso!

Você sabe o que é o Aconselhamento Nutricional? Já escutou ou estudou sobre esse tema? Durante a graduação não temos tanto contato com esse termo, ele é citado dentro da proposta da clínica ampliada e do projeto terapêutico singular (PTS), da Política Nacional de Humanização, mas não é aprofundado.

O aconselhamento é um processo de ajuda, que tem a psicologia como pilar de sustentação. Deste modo, o aconselhamento nutricional deve ser visto com uma abordagem que visa estimular o paciente a fazer as suas próprias escolhas alimentares, contemplando seus desejos, emoções, percepções sobre sua alimentação, respeitando sua cultura e regionalidade.  Neste modelo o nutricionista, que assume o papel de terapeuta nutricional, guia e facilita o processo das escolhas alimentares com o objetivo de promover mudanças reais e sustentáveis.

Para ser um terapeuta nutricional, é necessário que o nutricionista desenvolva competências e habilidades terapêuticas para abordar a alimentação e as pessoas de maneira mais humanizada. Desta forma, ao invés de “prescritor”, ele é um facilitador do processo, devendo auxiliar na identificação dos problemas nutricionais, apontar possíveis ligações entre emoções e o comportamento alimentar e auxiliar a busca de estratégias para mudanças.

Precisa haver essencialmente na relação entre o profissional e o paciente, empatia, que por sua vez, envolve duas habilidades principais: perceber e comunicar. Essas habilidades precisam ser treinadas e desenvolvidas e a finalidade é compreender o paciente, , facilitando o entendimento do “mundo alimentar” do paciente e ajudando o a se sentir à vontade durante o processo.

Assim, com o aconselhamento nutricional, o profissional analisa problemas e questões alimentares no contexto biopsicossociocultural do paciente, e auxilia na busca de soluções que permitam integrar as experiências de criação de estratégias para a mudança de comportamentos alimentares.

Venha aprender mais sobre o tema conosco no 7º Congresso de Nutrição Comportamental!

 

Para saber mais:

Alvarenga MS, Dias NMA. Aconselhamento Nutricional na prática clínica. In: Cuppari L. Nutrição Clínica no adulto. 4ª ED. Barueri: Manole, 2018. Pp 151-168.

Rodrigues, E. M., Soares, F. P. D. T. P., & Boog, M. C. F. (2005). Resgate do conceito de aconselhamento no contexto do atendimento nutricional. Revista de Nutrição18(1), 119-128.

ROGERS, Carl Ransom. Counseling and psychotherapy; newer concepts in practice. 1942.

Patterson LE, Eisenberg S. O Processo de aconselhamento. São Paulo: Martins Fontes, 1988.

Snetselaar LG. Nutrition counseling skills – for medical nutrition therapy. Maryland: Aspen Publishers, 1997.

Leave a Reply

× Como posso te ajudar?