O IFIC realizou uma pesquisa com 1.009 consumidores americanos, com intuito de entender as suas percepções, crenças e comportamentos em torno da decisão de compras dos alimentos (https://www.foodinsight.org/2018-food-health-press-release-diets-organic-natural-sustainable-trending)

80% do público se disse preocupado com saúde cardiovascular, porém não sabem como alcançá-la, pois, há muitas informações conflitantes sobre quais alimentos ‘’comer ou evitar’’. Em segundo lugar priorizaram os alimentos classificados “orgânicos, naturais e sustentáveis” e na sequência vieram escolhas por gosto, decisão de compra, questões familiares, preço, saúde e conveniência.

Chama atenção o dado de que 1/3 terço dos americanos estão fazendo dieta, incluindo um em cada 10 que responderam fazer jejum intermitente; entre outras dietas foram citadas Paleo (7%), low-carb (5%), Whole30 (3 %), alta proteína (3 %) e cetogênica / alto teor de gordura  3%) – sendo aqueles entre 18 a 34 anos os mais propensos as dietas restritivas.

Estes dados apontam para necessidade de investigarmos sempre PORQUE as pessoas comem o que come, e não apenas O QUE. E ainda, que mesmo frente a todo conhecimento sobre a falha e as consequências das dietas, elas persistem. Temos muito ainda a orientar e esclarecer!

 

Leave a Reply

× Como posso te ajudar?